Índice:
Introdução

“A doce e bela infância, nela encontramos a pura inocência das crianças, onde meninos são apenas meninos brincando com seus carrinhos e bonecos de ação. Já as meninas começam aos poucos parar de brincar com as suas bonecas e começam a amadurecer mais rápido que os meninos.”

Olga

Contarei uma história da qual aconteceu a muito tempo atrás, ela não é uma história cheio de emoção e aventura como muitas outras que vemos por ai, mas ela está marcada para sempre no tempo e nos anos que assim percorreram desde então.

Tudo começou em 1994, era o seu primeiro dia de aula, estava ansioso em estudar e conhecer outras crianças de sua idade. Era uma manhã ensolarada de Fevereiro, acordara cedo por voltas das 6h00 da manhã, tomou o seu primeiro banho do dia, secou-se, vestiu seu uniforme escolar, tomou seu café, escovou os dentes, beijo e abraçou sua mãe que ainda estava na cama e foi para a escola. A escola não ficava muito longe da sua casa, aliás ela ficava na frente da mesma, bastava atravessar a rua, que não era muito movimentada, para assim iniciar esta nova jornada da sua vida. Era o primeiro dia de aula de todas as crianças, ele estudaria por 1 ano na classe B da 1ª série do ensino fundamental. Dentro da escola, os professores organizavam as filas das classes para que cantassem o Hino Nacional antes de irem para as salas de aula, todas as manhãs foram assim, a fila era por ordem de tamanho, ele ficava entre o quarto ou o quinto da fila, não era muito alto. Cada classe possuía duas fileiras, a do lado esquerdo ficavam todos os meninos e a do lado direito as meninas. Era uma verdadeira bagunça, muitas crianças brincando e falando alto, havia um certo trabalho para organizar todas, mas os professores já estavam acostumados. E no meio dessa organização de filas por classe, ele a viu pela primeira vez, ali estava ela com sua pele clara e seus cabelos castanho escuro com um lindo sorriso no rosto, tinha o mesmo tamanho em estatura e era uma menina muito dedicada aos estudos, ele ficou encantado com ela, e por um certo tempo viria a apreciar sua presença todos os dias, já que ela estava na mesma classe que ele.

Por aproximadamente 2 anos eles estudaram juntos nesta mesma escola todas as manhãs. O nome da escola era Olga, esta mesma escola era encostada com um campo de futebol bem simples, onde todos os sábados e domingos muitos garotos e adultos jogavam com seus times, todos do bairro chamavam este campo de Cruzeirinho. Muitos alunos fugiam da escola pulando o muro para este campo. E foi nesta escola que este pequeno Sonhador teve sua primeira e pequena paixão. Ela se chamava Bianca e possuía uma amiga inseparável chamada Fábia, o que é um tanto óbvio dizer que eram inseparáveis, já que as mulheres parecem que desde pequenas se unem contra nós meros garotos que em nossa inocência ficamos atraídos por elas, tentando assim chamar a atenção com brincadeiras estúpidas que não fazem efeito.

A escola era muito agitada, naquele período matutino estudavam alunos da 1ª à 4ª série do ensino fundamental, a escola era bem grande, possuía 2 andares e 6 salas de aula por andar. Estudar no período matutino era muito tranquilo, não havia brigas e nem desavenças, rara as vezes de alunos irem para a diretoria, se estes fossem levados era por conta da bagunça que faziam na sala de aula. E na sala do pequeno Sonhador não era diferente, havia alguns bagunceiros como qualquer outra sala de aula. Ele sentava praticamente no fundo da sala, exatamente na 6ª carteira e sua matéria favorita era a de Educação Artística a qual era dada todas as terças e quintas-feiras.

O tempo se passou e com ele houve vários eventos dos quais não foram muito bons para o pequeno Sonhador. Uma vez ele estava conversando com Bianca e sua amiga, e um dos seus coleguinhas começou a fazer uma brincadeira estúpida e aparentemente inocente, porém muito irritante, este coleguinha ficava “empurrando” os coleguinhas na fila, isso foi durante a organização das filas para voltar para as salas de aula depois do recreio, e o pequeno Sonhador era o alvo da vez. Empurrão vai e empurrão vem, os avisos foram dados para o coleguinha parar, este por sua vez parava e retornava com a mesma brincadeira e ao desenrolar da mesma que já estava ficando insuportável, o pequeno Sonhador acabou se desequilibrando ao passo de bater a cabeça e machucar o seu olho num dos pilares da escola. Ele foi encaminhado para enfermaria, estava chorando de dor e depois de algum tempo sua avó chegou para leva-lo para a casa para que descansa-se. Sua sobrancelha direita ficou um pouco inchada por conta do impacto que teve. No dia seguinte ele faltou a aula e só depois do outro dia ele foi para escola, mas estava chateado por conta do inchaço que ainda permanecia e temeu que os coleguinhas rissem dele, mas para sua surpresa foram caridosos com a situação e seu coleguinha que estava empurrando-o pediu desculpas. Assim seguiram em frente com os estudos, alguns dias depois o inchaço sumiu e sua rotina voltou a ser a mesma de sempre, com muita dedicação nos estudos e muitas brincadeiras.

Anúncios

13 comentários sobre “Primeiro dia de aula

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s