Índice:
IntroduçãoPrimeiro dia de aulaAcidentes acontecemPrimeiro Amor

“No decorrer da vida sempre haverá novas paixões que serão apenas pequenas admirações que vemos em cada pessoa que nos apaixonamos, estas que por sua vez nos fazem ser pobres meninos tolos e sonhadores.”

Jaime

De volta para a grande cidade de São Paulo, ali estava o pequeno Sonhador esperançoso e ansioso para conhecer o novo bairro que moraria e consequentemente a nova escola, fazendo assim alguns bons amigos e é claro algumas pequenas paixões naquela nova fase da sua vida no decorrer do ano. Jaime era uma escola onde as aulas eram dadas para turmas do 1º ao 4º ano do ensino fundamental, ele chegara no primeiro bimestre para estudar nesta mesma escola na única 4ª série do período da tarde. Todos recepcionaram muito bem o novo aluno como se ele já fosse da turma a muito tempo, isso foi bom para ele que fez grandes amizades que duraram algum tempo.

Como sempre ele buscava se empenhar nos estudos, mas também era um apaixonado sem medidas e por ser um começou a gostar de uma menina que tinha cabelos enrolados, seu nome era Cecilia, foi uma paixão repentina que não durou muito tempo, mas houve uma vez que ele tentou saber onde ela morava e juntamente com um colega a seguiu, claro que seria muito mais fácil ter se oferecido em leva-la até sua casa, mas por ser um garoto tímido decidiu apenas segui-la, passou poucos minutos e viu que era uma ideia estúpida fazer tal coisa, então decidiu partir para casa pois percebeu que aquilo não daria em nada, somente gastaria as solas dos seus tênis. Houve também outra paixonite, o nome dela era Carolina uma menina dos cabelos castanhos bem longos, usava óculos e era uma menina muito meiga e simpática, uma certa vez estavam conversando e ele a presenteou com uma caneta da qual ela tinha gostado e muito, eram daquelas canetas coloridas que estavam na moda na época e foi a primeira vez que ele dava um presente para uma garota que gostava, eles se falavam algumas vezes na sala de aula, mas o tempo passou e com ele aquele sentimento que apenas foi algo muito passageiro.

Mas quem realmente por muito tempo permaneceu nos pensamentos do pequeno Sonhador foi uma menina que na época era tímida, estudiosa e ao que parecia muito delicada, o nome dela era Débora e tinha lindos cabelos castanhos os quais eram curtos na época. Ela era palmeirense roxa desde pequena e o seu sobrenome lembrava um prato típico italiano que envolvia batata em seu ingrediente principal. Todavia ele vivia sonhando e pensando nela, imaginando ambos crescendo juntos, namorando e até mesmo constituindo uma família. Realmente era um garoto muito sonhador e era tudo o que mais sabia fazer. Imaginava em tê-la nos seus braços um dia, cuidar dela e faze-la feliz, porém com aquela idade não se podia fazer nada além de sonhar, afinal era apenas um pré-adolescente que mal sabia da vida e que precisava aprender muito, principalmente quando o assunto é o coração de uma mulher, na qual ele nada sabia.

Anúncios

15 comentários sobre “Paixões

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s