O Verdadeiro Amor

O Verdadeiro Amor

 

O amor como já mencionei antes, ele não é um sentimento, mas uma decisão tomada pelo coração do homem e da mulher que queira demonstrar ao seu(sua) companheiro(a) o quanto quer o melhor para o mesmo(a) sem recebe-lo em troca.

Como assim Jefferson, não receber de volta o amor?

Exato! Digo isso porque para você que acredita em Deus, quer seja cristão ou não, esse é o princípio fundamental do Verdadeiro Amor.

“Amor é Paciente, o Amor é Bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O Amor não se alegra com a injustiça, mas se Alegra com a Verdade. Tudo Sofre, Tudo Crê, Tudo Espera, Tudo Suporta.”
1 Coríntios 13:4-7

Sim este é o Verdadeiro Amor e o primeiro que expressou isso foi o próprio Deus através do seu Filho Jesus Cristo.

E digo mais, o Amor Verdadeiro e Completo está na pessoa de Cristo em nós, sim é isso mesmo que você está lendo. Fora dele há um amor falso e incompleto, que nada mais é que uma paixão desenfreada e ilusória que ao seu tempo mostrará sua verdadeira face.

Convido você a refletir sobre essas palavras, entender o que realmente é o Amor, saber que a importância de Deus em um relacionamento conjugal é fundamental e não somente um relacionamento conjugal, mas também para um início de um namoro ou um noivado.

Lhe digo que tenho aprendido a entender e praticar constantemente esse Amor Verdadeiro da forma mais difícil e dolorosa possível, mas a Graça de Deus em Cristo tem me fortalecido e fortificado na fé:

“A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.
Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.”
2 Coríntios 12:9,10

Tem feito aprender e lembrar da sua doce e santa palavra:

“Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus estatutos.”
Salmos 119:71

Além Dele se fazer presente sempre nas horas mais difíceis e angustiantes:

“Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.”
Salmos 46:1

Espero que você reflita sobre cada palavra e a situação que tem vivido e que possa compreender essa Verdade!

Então o que você está esperando para realmente conhecer o Amor Verdadeiro, primeiramente a Deus através de Seu Filho e através do seu relacionamento com sua esposa ou marido?

Siga em frente com Deus sempre!

Você tem sido um(a) estupido(a) cabeça dura?

Você tem sido um(a) estupido(a) cabeça dura?

Olá caro(a) leitor(a), como você tem passado?

Gostaria de fazer uma pergunta a você, quanto tempo você tem sido um estupido(a) cabeça dura?

Sim, isso mesmo eu gostaria de saber! Por qual motivo?! Você me pergunta. Bom o motivo é bem simples.

Eu assim como você, tenho sido muito mais muito estupido, cabeça dura, arrogante e egoísta. E sabe o por quê? Bom sinceramente não sei, mas sei que isso afeta a mim e a pessoa que tanto amo: A minha esposa!

Não que ela também não se enquadre nesta mesma situação que citei logo acima, ela com toda certeza irá concordar comigo, pois ela mesma também se encontra nessa situação, mas isso não pode ser desculpa para que uma relação acabe correto?

Me corrija se eu estiver errado. Quando um casal não está bem, mas se ama, mesmo que esse amor esteja por um fio, será que não compensar resetar tudo e começar do zero? Ou vale mais a pena desistir e fica cada um no seu canto remoendo e se perguntando o por quê não deu certo?!

Hoje li um artigo que me abriu os olhos e me fez refletir sobre os acontecimentos que ocorreram repentinamente, me vi em tantas pequenas oportunidades que deixei passar e que levariam a minha esposa ficar ainda mais apaixonada por mim, que disse para mim mesmo:

– Cara como você é um filho da mãe estupido! (Claro para não dizer outra coisa…)

No artigo que li percebi que o autor era completamente diferente da sua esposa, assim como eu e a minha, e assim como ele, queria desistir de tudo mesmo amando-a, tudo por causa das brigas e desavenças que saturavam o relacionamento.

E este mesmo artigo foi uma luz pra mim e sinceramente lhes digo que quando um casal se ama, mesmo que um ame mais que o outro, creio que ao passar do tempo a medida deste amor crescerá em ambos.

No final das contas o autor até hoje se encontra casado e feliz com sua esposa, ainda possuem brigas, mas as mesmas não são com intendo de machucar um ao outro e sinceramente eu quero isso pra mim também!

Quero ser honesto contigo, se você tem passado por esse mesmo problema em sua vida, desafio você a supera-lo, não dê desculpas para si mesmo(a) dizendo que acabou e ela(e) não me ama mais! Não tende mudar seu cônjuge, mude a si mesmo(a), melhore sua atenção para com o que seu amor gosta e se importa, sinta-se preocupado(a) com o seu bem estar, procure a felicidade sabendo que isso lhe fará a si mesmo(a) feliz, entenda que você casou para fazer uma pessoa feliz e não ao contrário!

Hoje vivemos num mundo onde amar é igual a um papel higiênico, quando sujo das merdas que fazemos jogamos fora! Não, o amor pra mim é como um bosque onde as flores devem ser cuidadas e bem tratadas, haverá momentos que terá merdas por todo lado, mas que sejam apenas fertilizantes que ao serem consumidos venham deixar as flores dos bosques ainda mais belas!

E lembre-se que é em tempos ruins o melhor momento para se amadurecer!